busca

Ar comprimido

Ar de Alta qualidade desde a geração até a utilização

A qualidade do ar necessário para um sistema de ar comprimido pode variar. O leque de opções que a hb ar comprimido  tem disponível é o ideal para o tratamento de uma geração centralizada até sistemas de ar comprimido descentralizados.

A hb ar comprimido tem se preocupado continuamente com o desenvolvimento e perfeccionismo de seus produtos e serviços a fim de satisfazer as necessidades de qualquer empresa que utilize o ar comprimido como fonte de energia para seus processos industriais.

Informe-nos sobre sua aplicação e colocaremos a sua disposição nosso pessoal especializado, trabalhando em conjunto com nossa rede de distribuidores autorizados para atender a sua necessidade de forma personalizada

ar 100% seco

O Conceito de Tratamento de Ar Comprimido

Aumentar sua produtividade, diminuir os custos de manutenção, aumentar a vida útil de suas maquinas e dispositivos pneumáticos, proteger suas ferramentas pneumáticas, garantir precisão nos seus equipamentos de medição e instrumentação e obter as isento de água, óleo e particulado, são apenas alguns dos muitos benefícios do correto tratamento de ar comprimido

A hb ar comprimido possui os equipamentos adequados para atender às classes de qualidade da norma ISO 8573.1:2001 de acordo com as necessidades do seu processo industrial.

Tipos de Contaminantes presentes em um Sistema de Ar Comprimido

O Material Particulado esta presente também em ambientes industriais onde pode conter 140 milhões por metro cúbico. 80% destas partículas são menores que 2 micra de tamanho, um tamanho extremamente pequeno para ser capturado pelo elemento filtrante de um compressor de ar.

O ar atmosférico contém vapor de água (água na forma de gás). A habilidade do ar em conter vapor de água depende da temperatura, quando maior for a temperatura maior é a quantidade de vapor de água que se pode ter.

Durante a compressão, a temperatura do ar sobe incrivelmente, que facilita a retenção do vapor de água. Após o estagio da compressão o ar é normalmente resfriado em um pós resfriador, interno ao compressor, ate uma temperatura utilizável. Esta redução resulta na mudança de estado do vapor em água condensada que é removida por uma válvula de drenagem instalada a saída do compressor ou um separador de condensado instalada da rede de ar após o compressor. O ar, que sai do pós resfriador, agora esta completamente saturado com vapor de água e qualquer diminuição na sua temperatura ira resultar em mais água condensada. A condensação ocorrera em vários pontos da rede de ar, através da expansão do ar em reservatórios, tubulação, válvulas e cilindros, ferramentas e maquinas. A água condensada e os aerossóis de água causam a corrosão do sistema de armazenamento e distribuição do ar comprimido, danificando equipamentos de produção e o produto final. Também reduz a eficiência da produção e aumenta os custos de manutenção.  Água em qualquer estado deve ser removida para o sistema funcionar de forma perfeita.

Ferrugem pode ser encontrada em reservatórios de ar e tubulações de ar comprimido submetidos a longos períodos de utilização com condensado sem o tratamento adequado.

Durante um determinado período, após a instalação de sistemas de tratamento, esta contaminação poderá causar bloqueios e paradas indesejadas em equipamentos de produção que poderão contaminar processos ou produtos finais.

Bactéria e vírus também podem crescer e proliferar em sistema de ar comprimido oriundos da admissão do compressor, a grande maioria do ambiente de geração de ar é ideal ao surgimento de microorganismos. O ar ambiente tipicamente contém até 3.850 microorganismos por metro cúbico. Se alguns destes microorganismos entrarem em um ambiente limpo, uma sala limpa onde se podem fabricar injetáveis, salas cirúrgicas, Indústria de Biotecnologia um enorme dano pode ser causado, não por diminuir a qualidade do produto, mas, por contaminação de todo um lote de produção.

A maioria dos compressores de ar utiliza óleo no estagio de compressão, para vedar, lubrificar e resfriar. Durante a operação, óleo lubrificante, degradado, é levado para a linha indo para o sistema de tratamento de ar comprimido. Este óleo se mistura com o vapor d água resultando em uma emulsão ácida que causara danos ao sistema de armazenamento, distribuição do ar comprimido, equipamentos e produtos finais.

Somado ao material particulado e vapor de água, o ar atmosférico contém vapor de óleo na forma de hidrocarbonetos que tiveram uma queima incompleta. Estes hidrocarbonetos no, estado de vapor, serão admitidos pelo compressor de ar e enviados aos sistemas de ar comprimido e serão resfriados e condensarão, causando as mesmas contaminações que o óleo líquido. Concentrações de vapor de óleo podem variar entre 0,05 e 0,5 mg por metro cúbico de ar ambiente.

Até 99,9% do total da contaminação liquida encontrada em um sistema de ar comprimido é água. O óleo tem esta percepção por ser encontrado com mais freqüência durante a abertura de válvulas de exaustão e drenos, mas na maioria das vezes temos uma mistura de óleo condensado (óleo misturado com água).

Quanta água pode ser encontrada em um sistema de ar comprimido?

A quantidade de água em um sistema de ar comprimido poder ser surpreendente. Um pequeno compressor de 2,8 m³/min (100 pcm) combinado com um secador por refrigeração, operando por 4000 horas em nossas condições climáticas poderá produzir 246.000 litros de água condensada por ano.

Se o compressor é lubrificado com um residual típico de 2 mg/m³ (2 ppm),

Quanto de água pode ser encontrado em um típico sistema de ar comprimido?

A quantia de água em um sistema de ar comprimido é espantosa. Uma pequena combinação de um compressor de 2.8m/min (100cfm) com um secador de refrigeração, operando por 4000 horas em típicas condições climáticas do norte Europeu pode produzir aproximadamente 10.000 litros ou 2.200 galões de líquido condensado por ano.

Caso o compressor seja lubrificado por óleo com um típico resíduo de óleo de 2mg/m³, então apesar do condensado resultante assemelhe-se visualmente a óleo, o óleo na verdade contaria por menos de 0,1% do volume total e é devido a esta semelhança ao óleo que leva à falsa associação.

Ar comprimido e seus sistemas de purificação

Tendo identificado os vários tipos de contaminantes que podem ser encontrados eum um sistema de ar comprimido, podemos examinar as tecnologias disponíveis para seu tratamento e remoção.

Utilizados para proteger filtros coalescentes em sistemas de ar comprimido onde o volume de condensado seja demasiado. O Separador de Condensado ira remover 90% do condensado liquido.

São utilizados para a retenção de partículas quando não há presença de líquido. Usualmente possuem a mesma eficiência de remoção de partículas de um filtro coalescente e utilizam a mesma técnica de filtração mecânica resultando em uma eficiência de 99, 9999% de remoção.

Para uma filtração absoluta (100% de retenção a um dado tamanho), um filtro de membrana devera ser utilizado

Filtros Coalescentes são, provavelmente, os itens mais importante de um sistema de purificação, em qualquer sistema de ar comprimido. Eles são projetados para remover óleo e aerossóis de água utilizando técnicas de filtração mecânica e tem o beneficio adicional da remoção de partículas solidas ao menor nível ( como 0,01 micron de tamanho).

Instalados em pares, muitos usuários acreditam que um remove óleo e o outro remove partículas, quando, na verdade os dois filtros possuem a mesma função. O primeiro filtro, uso geral é utilizado para proteger o filtro de alta eficiência contra um grande volume de contaminação. Esta dupla assegura o funcionamento continuo suprindo ar comprimido de alta qualidade com baixo custo operacional e manutenção mínima.

Remoção Absoluta de material particulado solido e microorganismos é conseguido através de um filtro de membrana. São aplicados quando se tem necessidade de ar comprimido estéril. Os vasos são fabricados  em aço inox permitindo a esterilização do vaso  do elemento. È importante ressaltar que a tubulação entre o vaso e o ponto de aplicação deve ser limpa e esterilizada com regularidade.

O vapor de água é água no formato de gás e é removido do ar comprimido utilizando-se secadores de ar comprimido, tendo sua performance medida através de seu ponto de orvalho pressurizado.

Secadores por Refrigeração operam em sistema continuo resfriando o ar e são limitados a pontos de orvalho pressurizados positivos para evitar um congelamento do condensado liquido. Ideais para grandes aplicações, eles fornecem um ponto de orvalho pressurizado de +3ºC.

Secadores por adsorção removem o vapor de água presente no ar comprimido quando este passa através de seu leito dessecante. Este tipo de secador é exremamente eficiente quando se necessita de pontos de orvalho pressurizados negativos entre -40ºC e – 70ºC

Isto significa que o vapor de água para se condensar terá que atingir uma temperatura mais baixa que o ponto de orvalho. A temperatura do ar comprimido que sai de um secador por adsorção não é a mesma do ponto de orvalho.

Como benefício um ponto de orvalho pressurizado de -26ºC ou melhor irá não somente prevenir a corrosão, mas ira inibir o crescimento de micro organismos no sistema de ar comprimido.

Mapa do site
Home | Empresa | Assistência Técnica | Tratamento de ar comprimido | Financiamento | Onde comprar | Configurador de produto | Contato | Área restrita
 
hb soluções em ar comprimido ltda.
Rua Francisco Pedro do Amaral, 314 - São Paulo - SP - Brasil - CEP 05334-110
Tel: 55 (11) 3766.3977 | sac@hb-arcomprimido.com